Até 2030 o Estado vai investir mais de dez mil milhões de euros em 16 projetos ferroviários de norte a sul do país. Vêm aí mais linhas, deslocações mais rápidas e transportes mais modernos. – ECO

Nos próximos dez anos estão previstos mais de 48 mil milhões de euros em investimentos, dos quais 25% serão canalizados para a ferrovia. O Plano Nacional de Investimentos (PNI) contempla 16 projetos ferroviários para a ferrovia até 2030. Os projectos incluem: Nova Linha Porto – Lisboa que diminuirá o tempo de viagem para 1h15, Programa de aumento de capacidade na rede ferroviária das áreas metropolitanas,  supressão de 155 passagens de nível e automatização de 79, a melhoria de atravessamentos em estações, a instalação de sistemas de rádio comunicações em veículos ferroviários, actualização da sinalização, modernização da eletrificação, renovação de estações e interfaces de passageiros, melhoria de terminais multimodais, modernização das ligações ferroviárias a Beja e a Faro, reabilitação e modernização da linha entre Espinho e Aveiro, ligação da Linha de Cascais à Linha de Cintura que inclui um “desnivelamento em Alcântara e uma nova estação subterrânea de Alcântara Terra, a 1ª fase da nova Linha Porto – Valença – Vigo, compra de novo material circulante, entre outras.

Lê a notícia completa, originalmente publicado no ECO, aqui.