Urgência climática e Urgência na valorização dos Vigilantes da Natureza – Carla Luís, Sílvia Acabado, Francisco Correia

Um dos maiores problemas que a humanidade enfrenta são as alterações climáticas, devido em grande parte à desflorestação a nível mundial e à queima de combustíveis fósseis que resultam em excessivas emissões de dióxido de carbono. Os Vigilantes da Natureza no exercício das suas funções dão um valioso contributo no combate ao aquecimento global e às mudanças climáticas. Todos…

Saber mais →

Plano de Recuperação e Resiliência tem 270 ME para paisagem da floresta – Visão

O Programa de Recuperação e Resiliência para a política da paisagem da floresta em Portugal disponibiliza 270 milhões de euros, segundo o Ministro do Ambiente. Este projeto-piloto tem como objetivo assegurar a gestão de combustíveis à volta de aglomerados populacionais, em áreas de grande densidade florestal e de elevado número e dispersão de pequenos lugares, com maiores níveis de…

Saber mais →

Vigilantes da natureza com pouca esperança na promessa de proposta de carreira – RTP

“Disseram-nos que teríamos uma proposta de revisão da carreira até ao fim de outubro. Caso não haja uma estrutura de carreira, que não é revista há 20 anos, vamos avançar não só para a realização de uma vigília, como para outras formas de luta”, disse à agência Lusa o secretário-geral do Sindicato Nacional da Proteção Civil, Costa Velho. Segundo…

Saber mais →

Já arderam mais de 50 mil hectares de floresta e matos em Portugal em 2020 – Expresso

Em sete meses e meio ardeu o equivalente a metade da média da área ardida na última década no mesmo período. Contudo, as contas do relatório não incluem a totalidade do maior incêndio registado este ano em Portugal e classificado como um dos maiores da Europa. O fogo iniciado no domingo em Proença-a-Nova e que se estendeu para Oleiros,…

Saber mais →

Florestas: mais emissões ou mais emprego? – Paulo Pimenta de Castro

Nas últimas duas décadas, a estimativa de emissões de Gases de Efeito Estufa associados aos incêndios rurais em Portugal ronda os 50 milhões de toneladas de dióxido de carbono equivalente. Cerca de metade corresponde à área ardida em apenas três anos: 2003, 2005 e 2017. Se a média anual das emissões decorrentes dos incêndios rurais é inferior às produzidas…

Saber mais →

Um retrato da floresta portuguesa – Público

Mais de um terço do território continental é ocupado por floresta. Somadas a este valor as áreas de matos e as superfícies agro-florestais, fica patente que a paisagem predominantemente arborizada e/ou arbustiva totaliza quase 60% do território. Na comparação com os dados respeitantes a 1995, há um aumento da área florestal na ordem dos 5%, mas num horizonte temporal…

Saber mais →

Incêndios. O “perigo” da floresta portuguesa que “continua abandonada” – Sol

Presidente da Liga dos Bombeiros disse que não existe planeamento na nossa floresta. Só este ano, a GNR já fez 23 detenções e 185 identificados pela prática do crime de incêndios. “A floresta portuguesa é sempre um perigo permanente e constante, atendendo a que não há planeamento nem ordenamento na nossa floresta. Continua abandonada. O problema é de um…

Saber mais →

Portugal está a perder área florestal, pastagens e matos – Público

As áreas florestais perdidas no último triénio analisado não só não estão a ser repostas, como estão a dar lugar a territórios artificializados, corpos de água e áreas agrícolas. Duas das causas para esta regressão relacionam-se com a “dinâmica própria dos ecossistemas florestais” e com as consequências dos “severos incêndios rurais de 2017 e 2018 (Monchique)”. Entre 2015 e…

Saber mais →

Plano nacional de gestão florestal prevê 500 milhões de investimento – Jornal Económico

Para a execução deste plano, publicado em Diário da República, o documento vai requisitar 500 milhões de euros dos setores público e privado “para que o país venha a conseguir reduzir para metade a área anualmente ardida em fogos rurais”, nos próximos dez anos, e diminuir os danos provocados por eventos graves”, segundo o Governo. O objetivo é que…

Saber mais →