Um sector de transportes em Portugal com zero emissões – Sinan Eden

§0. Pontos de partida: O sector dos transportes é responsável por 25,6% das emissões anuais de gases com efeito de estufa em Portugal. Existem cinco milhões de carros no país. Um novo carro eléctrico custa entre 30 e 70 mil euros. Substituir todos os carros existentes por carros eléctricos custaria 150 mil milhões de euros. Isto faz 70% da…

Saber mais →

Global Warming Potential: As Incertezas

Nota prévia: A equipa editorial do relatório da campanha Empregos Para o Clima apoia-se na melhor e mais actual ciência para produzir um plano de descarbonização com o maior grau de certeza e potencial de sucesso. A urgência em aplicar um verdadeiro plano para a neutralidade carbónica em menos de nove anos faz com que tomem particular relevância as…

Saber mais →

Financiamento para os Empregos para o Clima – João Reis

1 – Contexto Esta constitui a terceira publicação de proposta de financiamento para a campanha Empregos para o Clima, após as duas publicações anteriores: Financiamento dos Empregos para o Clima – Izaura Pires de Carvalho, Gonçalo Pessa, José Ricardo Sequeirai Como Financiar os Empregos para o Clima em Portugal – Jonathan Nealeii Nos pontos abaixo segue uma nova proposta…

Saber mais →

Todos os caminhos da neutralidade carbónica passam pela floresta – Luís Fazendeiro

Os últimos anos têm visto o termo “neutralidade carbónica” tornar-se parte da linguagem comum. Sendo uma das bandeiras da Greve Climática Estudantil, inspirada por Greta Thunberg, e de vários movimentos que lutam pela justiça climática, esta exigência começa a ganhar mais espaço, tanto em termos de atenção mediática como até da agenda de vários partidos políticos, em cada vez…

Saber mais →

Crise ecológica, Coronavírus e cuidado. O que aprendemos sobre “trabalho essencial” e como isto pode afetar a campanha Empregos Para o Clima – Stefania Barca

A campanha Empregos para o Clima assenta na ideia – solidamente fundamentada por dados – de que “os setores-chave que têm impacto direto nas emissões”, como “energia, transportes, construção, gestão de florestas e agricultura”, oferecem a oportunidade de criar novos empregos ao reduzir as emissões nesses mesmos setores. A ideia de fundo é que estes setores devem ser essenciais…

Saber mais →

Espanha pondera semana de trabalho de quatro dias. Em Portugal seria possível? – ECO

O Governo espanhol confirmou, este mês, estar a estudar a possibilidade de reduzir a semana de trabalho para quatro dias, isto é, passar das atuais 40 horas semanais para 32 horas, sem qualquer redução salarial. A ministra do Trabalho espanhola, Yolanda Diaz, defendeu que o “tempo de trabalho exige uma nova conceção” e o secretário-geral do Podemos, Pablo Iglesias,…

Saber mais →

A zero-emissions transport sector in Portugal – Sinan Eden

§0. Starting points: The transport sector is responsible for 25.6% of annual greenhouse gas emissions of Portugal. There are five million cars in the country. A new electric car today costs between 30 and 70 thousand Euros. Substituting all existing cars with electric cars would cost 150 billion Euros. That’s 70% of all the Portuguese economy.1 (Then there are…

Saber mais →

Aspirando à neutralidade carbónica até 2030 em Portugal

Esta nota da equipa editorial da nova edição do relatório Empregos para o Clima em Portugal, explica porque é que o relatório visa reduções de emissões altamente ambiciosas em todos os setores da economia, e como este interage com as políticas climáticas existentes. O Relatório Especial sobre os Impactos do Aquecimento Global de 1,5ºC, elaborado pelo Painel Intergovernamental sobre…

Saber mais →

A metodologia do relatório Empregos para o Clima em Portugal: como calculamos os empregos, as emissões e os custos?

Esta nota pela equipa editorial da nova edição do relatório Empregos para o Clima em Portugal explica e defende a metodologia utilizada na preparação do relatório. §1. Se queremos evitar o colapso climático, precisamos de uma transição energética justa, a qual exigirá uma profunda transformação na produção, na distribuição, no consumo e na gestão, de quase todos os sectores…

Saber mais →