A trabalhar (por um mundo melhor)...

O GAIA apoia a Campanha “Empregos para o Clima” em Portugal

“Ao considerar os empregos climáticos como uma necessidade social e planetária em vez de entregar esta transição aos mecanismos de mercado, a campanha toma uma posição clara contra o discurso de crescimento.” Lê o texto completo na página do GAIA.

Read more

Alterações Climáticas: Ciência, Política, Urgência e Esperança – Sinan Eden (Revista Escola Informação, Sindicato dos Professores da Grande Lisboa)

“A Esperança: Em Portugal, temos de cortar 60% das emissões nos próximos 15 anos. Para construir um movimento capaz desta transformação, é preciso tecer alianças e fazer exigências transversais, que liguem justiça social e justiça climática.” Lê o artigo completo na revista Escola Informação Digital, aqui.

Read more

Aquecimento Global e Empregos Verdes – por Giorgio Casula (Departamento para o Desenvolvimento Sustentável – CGTP-IN)

“… Por isso a CGTP-IN apoia a Campanha “Climate Jobs” em Portugal.  Mas, na CGTP-IN entendemos que os empregos ditos “verdes” são os que respeitam os princípios do Desenvolvimento Sustentável e por isso: Que a empresa respeita os 3 grandes princípios do desenvolvimento sustentável na empresa, sobre os aspectos económicos, ambientais e sociais, o que […]

Read more

O que queremos dizer com “mudar o sistema, não o clima”? – Sinan Eden (Jornal Mapa)

“Os políticos que irão “liderar” estas mudanças muito provavelmente não vão ser novas pessoas mas os mesmos que estiveram nas salas de negociação em Paris. Eles tentarão imitar a nossa linguagem, desviar a atenção do nosso movimento para a sua “liderança” e legitimar o seu papel político com o pretexto da justiça climática. E serão […]

Read more

Serviço Nacional do Clima – Carla Prino (Público Online)

“Mas e o que é emprego público útil? Empregos climáticos, ou seja, empregos novos, no setor público, que contribuem diretamente para a redução de emissões de GEE e que colocam os trabalhadores a produzirem para o bem comum e, por isso, para eles próprios. Se os nossos impostos servem para resgatar bancos, porque não hão-de […]

Read more