A trabalhar (por um mundo melhor)...

Centenas marcharam pelo clima, justiça e emprego

No dia 8 de setembro, centenas de milhares de pessoas em 95 países dos 7 continentes saíram às ruas em mais de 900 acções na mobilização mundial “Rise for Climate”.

Em Portugal, o processo foi iniciado pelas organizações da campanha Empregos para o Clima e 48 organizações juntarem-se para exigir um mundo livre dos combustíveis fósseis, em que as pessoas e a justiça social estejam acima dos lucros. Em Lisboa, Porto e Faro, centenas de pessoas marcharam sob o lema “Parar o petróleo! Pelo clima, justiça e emprego!”.

Em Lisboa e no Porto, os Trabalhadores pela Justiça Climática marcharam gritando “Empregos! Justiça! Clima!”.

principal01

Da academia até aos call centers, a lógica do mercado impõe quantidade acima de qualidade, enquanto o foco nos lucros desvaloriza quem trabalha e o que é de interesse público. É possível travar a crise climática com trabalhos socialmente dignos e úteis. Exigimos empregos com dignidade para o clima e a sociedade.

faixa06

Exigimos uma transição energética justa e rápida para as energias renováveis.

A verdadeira liderança climática nasce a partir das bases. Isto significa ver o poder nas mãos das pessoas, em vez das corporações; significa uma vida melhor para quem trabalha e justiça para as populações mais afetadas pelos impactos das alterações climáticas e pelas atividades das petrolíferas.

*

Logo à seguir, no Mob-Lisboa, houve um debate “Política climática de bases: conversa sobre a campanha Empregos para o Clima em Portugal”.

sign05rise

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *