É preciso estabelecer semanas de trabalho muito mais curtas para combater a crise climática, diz estudo – The Guardian

A investigação da thinktank Autonomy mostra que os trabalhadores no Reino Unido precisariam de mudar para uma semana de trabalho de 9 horas para pôr o pais no caminho certo para limitar o aquecimento global debaixo de 2ºC nos níveis atuais da intensidade de carbono. Reduções semelhantes serão necessárias na Suécia e na Alemanha, sublinha o estudo.

Lê a noticia completa, originalmente publicada no jornal britânico The Guardian, aqui.