Que transporte apanhar para o caos climático? – Greve Climática Estudantil

Em Portugal, os transportes são responsáveis por cerca de 25% das emissões de gases com efeito de estufa e 36% da energia total consumida.

Os transportes constituem uma necessidade social básica, que deve possibilitar a todas e todos o acesso a serviços e bens de primeira necessidade, tais como o acesso ao médico, ao trabalho ou à escola. Contudo, o seu estado em Portugal é precário e preocupante.

Os transporte públicos devem ser acessíveis e versáteis. Mas anos e anos de desinvestimento e privatizações no setor dos transportes em Portugal traduzem-se, diariamente, em atrasos, supressões, preços elevados de bilhetes e passes, horários reduzidos, falta de oferta e falta de condições em geral que tornam as viagens desagradáveis. Consequentemente, há uma tendência de aumento do uso do carro individual – o que contribui para as emissões de gases com efeito de estufa e aumenta as disparidades no acesso aos transportes.

Lê o artigo da Bianca Castro, originalmente publicado pela Greve Climática Estudantil, aqui.