COMUNICADO: O encerramento da fábrica de painéis solares de Moura é uma lição e oportunidade para transição justa.

mfs

A campanha Empregos para o Clima defende que a Moura Fábrica Solar deve ser nacionalizada, garantindo emprego digno para os trabalhadores e energia limpa para o país. A empresa Acciona declarou que a fábrica de painéis solares de Moura no distrito de Beja vai fechar, deixando 105 pessoas desempregadas. Acciona culpa o “mercado competitivo dominado por fabricantes chineses”. A…

Saber mais →

Qual o papel das cooperativas, pequenas empresas, e grupos comunitários?

Energy-democracy-maghreb

A principal razão para querer um milhão de empregos num Serviço Nacional do Clima gerido pelo governo é simples. Queremos garantir a todos aqueles que deixarem de ter um emprego associado a grandes emissões de carbono, um novo emprego permanente com o mesmo salário. Queremos fazê-lo porque é justo, mas também porque se não fizermos esta proposta vamos dividir…

Saber mais →

Transição Justa e Democracia Energética: a perspetiva de um sindicato da função pública

Transicao Justa PCS capa

 Precisamos urgentemente de fazer a mudança para uma economia carbono-zero, mas isto não tem de acontecer com custos para trabalhadores e comunidades. Este novo panfleto apresenta argumentos para uma transição justa e para a democracia energética na perspetiva dum sindicato da função pública, baseado no serviço público e no controlo democrático da energia, que dê oportunidade para rever e…

Saber mais →

A base para uma transição justa: Democracia Energética – Sinan Eden, Climáximo

jlawrence_energy_democracy_colour_2

É preciso cortar as emissões em Portugal em 60-70% nos próximos 15 anos. Mesmo de uma ponto de vista técnico, isto significa mudar tudo: mudar a forma como produzimos energia, mudar os meios de transporte, mudar a forma como distribuímos e consumimos produtos e mudar a forma como funciona a nossa sociedade. Ou isto, ou o clima vai mudar…

Saber mais →