A trabalhar (por um mundo melhor)...

Transportes Públicos e Justiça Climática

00602 Transportes2No dia 11 de fevereiro na Faculdade de Ciências, decorreu o 3º Encontro Nacional pela Justiça Climática, com uma série de apresentações públicas, bancas, exposições, e espaços de debate. Uma das sessões de apresentação focou-se sobre transportes públicos, e contou com a participação de um investigador da Faculdade de Ciências sobre as áreas da energia e mobilidade, dois sindicalistas da FECTRANS (Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações), e com moderação de uma ativista da campanha Empregos para o Clima.

Poderá parecer bizarro haver lugar a uma sessão inteiramente dedicada ao tópico dos transportes num encontro desta temática. Mas na verdade, as questões da justiça climática e dos transportes estão fortemente relacionadas.

00603 Transportes3Não seja apenas pela questão óbvia das emissões de gases com efeito de estufa, pelas quais no contexto nacional os transportes são responsáveis em 24%. Mais do que isso, os transportes são uma necessidade social básica, que condiciona o acesso a serviços e bens de primeira necessidade, como sejam o acesso ao trabalho, à escola, ao médico, ou à creche dos filhos. Porém, em contraste com a sua importância na sociedade, o estado dos transportes em Portugal é precário e preocupante. Os efeitos de anos de desinvestimento e privatizações no setor dos transportes em Portugal são vividos diariamente pelos utentes sob a forma de atrasos, supressões, horários reduzidos e falta de oferta, acidentes e falhas de segurança, enquanto empresas privadas subsidiadas pelo Estado continuam a despedir trabalhadores e ditar os preços altos, a oferta reduzida e a falta de articulação das diversas redes e transportadoras. Como resultado desta depreciação dos transportes públicos, existe uma tendência de aumento do uso do carro individual em detrimento do autocarro, o que por sua vez contribui para as emissões de gases com efeito de estufa e aumenta as disparidades no acesso aos transportes.00604 Transportes4

A sessão “Transportes públicos para o Clima”, que incluiu um espaço de debate com a audiência presente, concluiu de vários pontos de vista diferentes – a ciência climática, as tendências da mobilidade em Portugal, os direitos dos trabalhadores, o direito à cidade e a justiça social – que é urgente investir nos transportes públicos numa ótica de serviço público.


A apresentação do Pedro Nunes podes ser consultada aqui: Transportes e Clima – Pedro Nunes

3o-encontro-nacional-justiça-climática-cartaz

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *