Relatório “Empregos para o Clima”

Relatório “Empregos para o Clima”

Temos de travar as alterações climáticas, e temos de o fazer rapidamente. Temos de garantir uma redução eficaz e suficiente das emissões de gases com efeito de estufa e uma transição justa para uma economia pós-carbónica.

A campanha Empregos para o Clima defende a criação massiva de novos postos de trabalho no sector público em sectores-chave para reduzir as emissões de gases de efeito de estufa. Achamos que a luta pela justiça social e o combate às alterações climáticas estão interligadas, por isso a nossa proposta responde ao mesmo tempo ao aquecimento global, ao desemprego e à precariedade.

Em Portugal, foi editado um relatório para explicar as principais reivindicações da campanha. Calculamos que 200 mil novos postos de trabalho podem cortar as emissões de gases de efeito de estufa em 70-80% num período de 10 anos.

Na verdade, as nossas estimativas são que podemos (e devemos) garantir emprego e requalificação para todos os trabalhadores nos setores poluentes, e depois disto podemos ainda ter mais 200 mil novos empregos!

A última edição do relatório foi lançado em Maio de 2021.

Documentos

O relatório está disponível aqui.

O relatório visa sintetizar os diversos contributos de sindicalistas, ambientalistas, especialistas e académicos, que foram publicados em artigos próprios no site da campanha. Para simplificar a leitura, esses contributos e todas as referências e fontes foram compilados num Suplemento Técnico, que pode ser acedido aqui.


Edições anteriores

A segunda edição, publicada em 2017, está disponível aqui.

O livrete introdutório que explica a campanha, editado em 2015, está disponível aqui.