Por onde começar? | 10 medidas para vencer em 4 anos

Por onde começar? | 10 medidas para vencer em 4 anos

Faltam poucos anos para evitar um caos climático irreversível. É preciso uma transição justa para uma economia de baixo carbono. Esta transição vai demorar tempo, mas não pode demorar muito tempo: faltam-nos pouco mais de 10 anos para reduzir as emissões globais de gases com efeito de estufa para metade, segundo o relatório do IPCC de Outubro de 2018. A humanidade tem de mudar de caminho urgentemente.

A maior parte de mudanças políticas, sociais e económicas tem de acontecer nos próximos quarto anos, durante um único ciclo legislativo.

Para que isto aconteça, muitas das medidas têm de ser tomadas de imediato.

A campanha Empregos para o Clima trabalhou durante meses com sindicalistas, ativistas e académicos para preparar um Plano Social para uma Transição Energética Justa.

Este plano das pessoas consiste em 10 medidas, cada uma das quais corta as emissões, cria empregos e combate injustiças sociais. Neste momento, este é o único plano compatível com a ciência climática. Seja qual for o governo, para evitar o colapso climático, temos que ganhar estas 10 medidas nos próximos 4 anos.

projeto desenvolvido em 2019


Clica nos títulos ou nas imagens para saber mais sobre cada medida.

#1. Requalificar para a transição

Um dia por semana para requalificação profissional nos setores poluentes.

#2. Energia pública renovável

Criação de uma empresa pública de energias renováveis.


#3. Mais ferrovia

Expansão da rede ferroviária nacional e internacional.

#4. Rodoviária elétrica nacional

Criação de uma empresa pública dedicada ao desenvolvimento de uma rede nacional de transporte público rodoviário eletrificado.


#5. Mobilidade urbana ferroviária

Investimento no metro e nos comboios suburbanos em Lisboa e no Porto para um aumento significativo da mobilidade urbana e uma redução drástica de transporte individual.

#6. Autonomia energética nos edifícios públicos

Investimento para isolamento térmico e alimentação de todos os edifícios públicos (administração central e local, escolas, hospitais, tribunais etc.) com energias renováveis para eletricidade e aquecimento.


#7. Coisas feitas para durar

Enquadramento legal para acabar com obsolescência programada.

#8. Dia sem carne

Criação de um “dia livre de carne” nas cantinas escolares e sociais.


#9. Trinta e duas horas semanais

Redução gradual para semana de 4 dias de trabalho em todos os setores.

#10. Defender a floresta

Cadastro rústico, diversificação de espécies, guardas e vigilantes florestais, sapadores e bombeiros profissionais.


Este plano das pessoas é também um plano de ação, que pode levar a nossa luta às empresas, às escolas, aos trabalhadores da indústria dos combustíveis fósseis, aos utilizadores dos transportes públicos, ao interior, a todos os setores da economia.

Junta-te às atividades da campanha, aqui.