Exxon planeia despedir 1.900 trabalhadores nos Estados Unidos – Jornal de Negócios

Depois dos despedimentos na Europa e os cortes na Austrália, é a vez dos Estados Unidos, a Exxon vai despedir quase dois mil trabalhadores, neste país, devido às descidas do preço do petróleo. O CEO da Exxon, Darren Woods,  assumiu na passada quarta-feira (dia 21) que vivem “tempos difíceis” e que, por essa mesma razão, estão a ser tomadas medidas mais drásticas que passam pelo despedimento de trabalhadores. Os cortes orçamentais em larga escala são agora necessários para fazer frente à Covid-19, reduzir os custos a longo prazo e preservar os dividendos. As ações da empresa desceram 52% este ano o que levou a cortes orçamentais na ordem dos 10 mil milhões de dólares, depois do petróleo ter atingido o seu valor mais baixo desta década.

Lê a notícia completa, originalmente publicada no Jornal de Negócios, aqui.