Francisco Furtado. A situação da ferrovia (em Portugal) – Jornal i

Francisco Furtado. A situação da ferrovia (em Portugal) – Jornal i

O Engenheiro civil, especialista em questões de Ferrovia aponta alguns factos sobre a Ferrovia, em entrevista ao Jornal i. Os factos contextualizam a falta de investimento na ferrovia para transporte de passageiros. Enumeramos alguns factos do artigo original, acessível aqui.

  •  Dos anos 50 aos anos 90, não se constroem novas linhas no nosso país.
  • A partir dos anos 80, muitas linhas encerram à exploração e são abandonadas. De uma rede com mais de 3600 km no seu auge, hoje estão em operação cerca de 2500 km, uma redução de quase 30%.
  • Em Portugal, entre a primeira e a segunda décadas do século XXI, o caminho de ferro aumentou em 60% a sua quota no transporte terrestre de mercadorias, o maior crescimento em toda a União Europeia (UE), passando de 9% em 2006 para quase 15% em 2016. A ferrovia tem um peso maior no transporte de mercadorias em Portugal do que na maioria dos países da Europa Ocidental.
  • 93% de todo o uso dos solos pela infraestrutura de transportes na UE 15 cabe às estradas; o caminho de ferro ocupa apenas 4%.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.